Carregando...

Notícias

Com Blockchain, Canadá e Holanda terão voos internacionais sem passaporte

 

Canadá e Holanda, patrocinados pelo World Economic Forum ( WEF )lançaram nesta semana um projeto piloto baseado na Blockchain afim de permitir que seus cidadãos viajem entre os dois países sem a necessidade de apresentar seus passaportes.

Com isso, os cidadãos de ambos os países podem baixar um aplicativo para dispositivos móveis que armazena e criptografa todos os seus dados de identidade , de modo que não seria necessário mostrar o documento físico às autoridades policiais e de imigração.

Nada de documentos

A plataforma, conhecida como ” Identidade Digital do Viajante Conhecido” (KTDI), não transmitiria informações sem o consentimento do usuário, diz o WEF.

Sendo assim, de acordo com a WEF, mesmo antes de o viajante chegar ao aeroporto, parte dessa informação é transmitida às companhias aéreas e às autoridades. No início do seu voo e no momento da chegada, a identidade dos passageiros é confirmada por dados biométricos, como reconhecimento facial ou impressões digitais.

WEF tem dois objetivos: acelerar a gestão do fluxo de passageiros, como uma preparação a explosão do tráfego aéreo nos próximos anos e reduzir o risco de fraude. “Até 2030, cerca de 1,8 bilhão de pessoas viajarão para o exterior, 50% a mais a partir de 2016” , disse Christoph Wolf, diretor de mobilidade do WEF .

Com os sistemas atuais, os aeroportos não poderam acompanhar o crescimento. Este projeto oferece uma solução. Através do uso de identidades digitais interoperáveis, os passageiros se beneficiam de um sistema eficiente para uma viagem segura e sem problemas. Moldar o futuro da aviação e segurança

A fase de testes serão realizadas durante todo o ano de 2019, e espera-se que a primeira viagem do início ao fim, digitalmente documentado possa ocorrer em 2020.  “Acelerar o fluxo de passageiros nos aeroportos localizados em todo o mundo poderia aliviar a pressão sobre uma indústria que enfrentaria um crescimento rápido nos próximos anos “, disee a WEF em seu blog.

Espera-se que o crescimento seja mais forte nas economias emergentes da Ásia, América Latina, África e Oriente Médio, representando 57% de todas as chegadas internacionais em 2030.

O projeto KTDI, diz o WEF,  poderia ajudar a indústria da aviação a lidar com esse aumento no número de passageiros. ” Mas a adoção de viagens sem a apresentação de documentos em escala global terá muitos desafios”, acrescentou.

WEF é uma organização que acompanha de perto a evolução do Blockchain. Agora, com esse novo projeto, torna-se muito mais participativo e dinâmico no setor.


Fonte: https://guiadobitcoin.com.br/blockchain-canada-holanda-voos-internacionais-passaporte/